Arroz de Lingueirão

 

 

 

 

ARROZ DE LINGUEIRÃO

 

Com diversos nomes ( ligueirão, langueirão, canivetes, etc ), uso aqui o termo algarvio. Considerado o parente pobre das ameijoas, dos berbigões e, mesmo, das cadelinhas, a sua adaptação ao arroz trouxe-o para a ribalta ( hoje até já o comem à Bulhão Pato ).

Conheci o lingueirão há muito tempo, na Ilha de Faro, pela mão do meu amigo Helder R. Aliás, foi ele que me deu a conhecer a gastronomia algarvia, a verdadeira, quando ainda olhávamos de soslaio para a oferta restaurativa de baixa qualidade que encontrávamos pelo Algarve, desvirtuada para agradar a ingleses e alemães que só sabem comer fish and chips, salsichas e frango grelhado. E beber cerveja.

Na Ilha de Faro, nessa altura, só havia dois restaurantes, simples, virados para a ria. O arroz de lingueirão, cuja receita pedi à cozinheira, é a que vos apresento. Servia então para acompanhar alcabrozes e muxarrinhas fritas, peixes do rio que não há em mais lado nenhum.

 

Ingredientes:

lingueirão

azeite

cebola

piri-piri sêco

açafrão

arroz carolino ( da Figueira ou da Comporta )

 

Preparação:

Abrir os lingueirões num tacho fechado, em fogo lento. Não adicionar água. Em poucos minutos abrem. Feche o lume e reserve.

Retire todas as cascas e côe a àgua libertada pelos lingueirões.

Em tacho largo ( para espalhar o peso do arroz, aliás é um truque para o arroz não espapassar ), com bom azeite, branqueie cebola picada. Junte os piri-piris. Adicione o arroz, deixe fritar um pouco e finalmente adicione a água dos lingueirões, mais a água suficiente para perfazer o dobro do volume do arroz. Adicione o açafrão, remexa para o distribuir bem ( é melhor em estames, mas se não tiver, o pó de açafrâo também serve ) e deixe cozer em fogo lento 16 a 18 minutos.

Sirva, só com uma salada de verduras, ou a acompanhar peixinhos passados por farinha fritos em azeite.

 

PS : foto obtida em pesquisa na internet

 

 

 

publicado por Maurício Barra às 09:34 | comentar | favorito