Não foi eu que disse

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pieter Koschina, entrevistado por Miguel Pires para a Wine

 

- É verdade que, durante o festival (Tribute To Claudia), o Vila Joya tem sempre uma mesa reservada num dos restaurantes de frangos da Guia?

 

- É claro! Todos os cozinheiros gostam disto. Ou que vão para o peixe, para uma barraca. É comida simples e a qualidade é boa. Isso para um cozinheiro é ganhar tudo. Também ajuda à inspiração. Também é importante a cultura das coisas simples. Daqui a cem anos é deste tipo de coisas que vai perdurar. A cozinha moderna é algo passageiro. A cozinha molecular já passou. Esta é uma cultura de sempre. Todas as pessoas gostam disso.

 

Miguel Pires in Mesa Marcada

publicado por Maurício Barra às 10:11 | comentar | favorito