29
Mai 10

Chutney de Ameixa da Quica

 

CHUTNEY DE AMEIXAS DA QUICA

´

A Francisca é fiel depositária das tradições e procedimentos gastronómicos que só as famílias antigas têm. Um dia, aflito com a produção vigorosa e de supetão das minhas ameixeiras, pedi intervenção. Sugeriu-me, além da compota, que fizesse chutney. Fiz e repito quase todos os anos.

Eis a receita :

 

CHUTNEY DE AMEIXA

 

1,75 kg de ameixa

4 cebolas picadas

2 dentes de alho esmagados

sumo de 1 limão

1 colher de sementes de mostarda

900 ml de vinagre

1 colher de gengibre ralado

2 colheres de sal

1 kl de açucar amarelo

 

Ferver as ameixas ( descaroçadas ), cebolas, alhos , sumo de limão, sementes de mostarda, e 600 ml de vinagre. Baixar o lume e deixar cozer durante uma hora.

Adicionar o gengibre, sal, açucar e restante vinagre. Continuar a ferver lentamente mexendo constantemente até engrossar.

Guardar em frascos fervidos, cheios até ao bordo.

Òptimo para vários pratos de carne e confecção de molhos compostos.

 

 

publicado por Maurício Barra às 16:03 | comentar | favorito

Limões à Marroquina

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LIMÕES À MARROQUINA

 

Quem já visitou Marrocos decerto que já provou estes limões. Fazem parte de muitos pratos megrebinos, como acompanhamento ou como parte de confecções compostas. São o sabor necessário para completar certas paletas que exigem estufados fortes.

 

LIMÕES À MARROQUINA

 

Colocar os limões em água durante dois dias.

Abri-los em quartos, em flôr, para que não se separem as partes, inserir sal grosso e colocar num frasco grande, enchendo-o. Cobrir de água até ao bordo, selar com azeite e fechar.

Guardar 3 a 4 semanas fora da luz e estão prontos para consumir. Fácil, não é ?

 

publicado por Maurício Barra às 15:56 | comentar | favorito

Ovo Escocês

 

OVO ESCOCÊS

 

Em Cascais, nos anos da " juventude imortal", era cliente frequente do John Bull. Era o bar onde todos passávamos pera tomar qualquer coisa e, havendo apetite, petiscar "comidinhas de bar".

O bar era então um pub tipicamente inglês, ainda não tinha o restaurante no primeiro andar que, mais tarde,  daria fama aos cozidos de quinta-feira, entre muitos outros pratos. Mas então já tinha uma cozinheira que ajudava os barmen ( dos melhores que conheci ), no domínio sólido da oferta barista. Foi lá que conheci os ovos escoceses. Aprendi a receita e desde então tenho-a feito muitas vezes, quando é preciso um entretem de bôca mais consistente.

 

OVO ESCOCÊS

Cozer ovos ( 10 minutos ) e retirar a casca.

Temperar carne picada com gemas de ovo, cebola e salsa picada, whisky, molho inglês, sal e pimenta. Ligar com pão ralado.

Fazer bolas de carne com o ovo cozido descascado no meio, passar por pão ralado e fritar em oleo de milho.

Cortar em quartos, servir só ou com batata frita em palitos. E ketchup.

 

 

 

 

 

 

publicado por Maurício Barra às 15:54 | comentar | favorito

Cozinha Tradicional Portuguesa

 

 

Edição já velhinha da minha "bìblia" da nossa cozinha tradicional. Um fiel amigo para quem gosta de sabores com memória, num livro que é um autêntico retrato gastronómico e etnográfico de Portugal.

 

 

 

 

 

publicado por Maurício Barra às 07:59 | comentar | ver comentários (3) | favorito

Nigella Lawson

  

 

O programa de receitas da Nigella Lawson é de facto bom ( a par da autora se ter transformado num ícone sensual ). Cozinha práctica, sem complexos depressivos políticamente correctos sobre o prazer dos sabores.

 

 

publicado por Maurício Barra às 07:30 | comentar | ver comentários (1) | favorito
29
Mai 10

A Festa de Babette

 

 

 

 

 

 

 

Provavelmente o melhor filme sobre o encantamento dos sabores.

publicado por Maurício Barra às 07:20 | comentar | favorito